Seja bem-vindo ao novo Treated. Visual diferente, site melhorado, melhor experiência. Faça a visita guiada.

Shipping  Entrega segura    care Clínicos da UE

Aqui está tudo o que está incluído no preço:
Consulta
Responda a algumas perguntas sobre a sua saúde para que o(a) possamos conhecer melhor.
Entrega gratuita em 48h
O seu tratamento será entregue numa embalagem segura em apenas dois dias.
Cuidados pós-venda
Iremos falar consigo regularmente para saber como está a correr o seu tratamento.
Viagra

Comprar pílulas combinadas online

A combinação da pílula certa para si pode ser complicada. Por isso, vamos tirar-lhe o incómodo.

Podemos mostrar-lhe as diferentes opções e fazer recomendações personalizadas apenas para si. Encomende a sua pílula combinada online e receba o seu tratamento por subscrição.

Aqui está tudo o que está incluído no preço:
Consulta
Responda a algumas perguntas sobre a sua saúde para que o(a) possamos conhecer melhor.
Entrega gratuita em 48h
O seu tratamento será entregue numa embalagem segura em apenas dois dias.
Cuidados pós-venda
Iremos falar consigo regularmente para saber como está a correr o seu tratamento.
Filtrar
Limpar todos os filtros
Filtrar
    Temos 5 opções para Pílula Combinada
    Marvelon

    Marvelon

    desogestrel, ethinylestradiol

    Pílula com dose "regular" de estrogénio. Numa embalagem de 21. Semelhante à Cimizt e à Gedarel 30.

    • Preço €65.00
    Mercilon

    Mercilon

    ethinylestradiol, desogestrel

    Dose mais baixa da Marvelon. Boa opção em caso de efeitos secundários com estrogénio mais alto.

    • Preço €65.00
    Microginon

    Microginon

    levonorgestrel, ethinylestradiol

    Da categoria mais segura, reduz a hemorragia abundante. Combinação hormonal da Levest e Rigevidon.

    • Preço €61.00
    Qlaira

    Qlaira

    estradiol/dienogest

    Pílula única de 4 fases concebida para ciclos hormonais flutuantes. Em embalagens de 28 pílulas.

    • Preço €84.00
    Yasmin

    Yasmin

    Drospirenon, ethinylestradiol

    Pílula conhecida que reduz os sintomas da TPM e pode ajudar a tornar a sua menstruação mais regular.

    • Preço €72.00

    Os seus parceiros na saúde

    Dr. Daniel Atkinson

    Líder Médico de Clínica Geral
    Dr. Daniel

    Registado na IMC (No. 430652)

    Conheça o(a) Daniel

    Dra. Lacramioara Burlacu

    Médica Prescritora
    Dra. Lacramioara Burlacu

    Registado na IMC (No. 424855)

    Conheça o(a) Lacramioara

    Sr. Craig Marsh

    Farmacêutico Prescritor
    Sr. Craig Marsh

    Registado na GPhC (No. 2070724)

    Conheça o(a) Craig

    Medicamentos para a Pílula Combinada podem causar efeitos secundários

    Leia sempre a bula que vem com a sua medicação e conte-nos sobre quaisquer efeitos secundários que sentir.

    Escolha como realiza os cuidados de saúde

    Nós conhecemos a saúde, mas você conhece-se a si.
    Os nossos especialistas indicam-lhe o que é seguro, mas a decisão do que é melhor é sua.

    1Consulte no seu próprio tempo

    Consulte no seu próprio tempo

    Responda a algumas perguntas e fale-nos de si. Obtenha conselhos personalizados dos nossos clínicos de modo a poder escolher melhor.

    2Tratamentos adequados à sua vida

    Tratamentos adequados à sua vida

    Escolha o seu tratamento e a frequência com que o recebe.

    3A sua saúde, continua

    A sua saúde, continua

    Sabemos que as coisas mudam. É a natureza da vida. Iremos verificar regularmente se o seu tratamento ainda é o mais adequado para si.

    4Controlo ao alcance dos seus dedos

    Controlo ao alcance dos seus dedos

    Pausar. Mudar. Saltar. Recomeçar. Sempre que quiser.

    Mantenha-se a par.

    Queremos que os cuidados de saúde sejam mais sobre si. Subscreva à nossa newsletter para obter artigos de saúde personalizados que fazem a diferença.

    Isenção de Responsabilidade: A informação apresentada nesta página não substitui o aconselhamento médico profissional, diagnóstico, ou tratamento. Caso tenha quaisquer perguntas ou preocupações sobre a sua saúde, deve consultar um médico.

    O que são pílulas contracetivas combinadas?

    São pílulas que combinam duas hormonas: estrogénio e progesterona. Estas hormonas afetam como e quando o seu corpo se prepara para a gravidez.

    Existem vários tipos diferentes de pílulas contracetivas combinadas e todas elas são igualmente eficazes na prevenção da gravidez. Contudo, algumas contêm doses mais elevadas de hormonas do que outras, ou utilizam diferentes tipos de progesteronas e estrogénios. Isto significa que uma pílula pode ser ideal para aliviar sintomas específicos de TPM, enquanto outra pílula funciona bem para mulheres que são mais sensíveis às hormonas.

    As informações podem parecer um pouco avassaladoras, por isso estamos aqui para ajudar.

    Como funciona a pílula combinada?

    A pílula combinada funciona de três maneiras para prevenir a gravidez. A principal delas é parar a ovulação, que ocorre quando o ovário liberta um óvulo (isso acontece uma vez por mês). Cada óvulo tem a oportunidade de se fertilizar, levando à gravidez. Se a fertilização não acontecer, o revestimento do seu útero rompe-se e tudo volta a acontecer no próximo ciclo (e a diversão recomeça).

    Uma vez que a pílula contracetiva combinada interrompe a ovulação, as suas hipóteses de engravidar são significativamente reduzidas.

    A pílula contracetiva combinada também a protege ao tornar o muco do seu colo do útero mais espesso. “Muco espesso” não é algo que normalmente se queira ouvir mas, neste caso, é uma ótima notícia. Quando o muco é mais espesso, os espermatozoides têm muito mais dificuldade em alcançar o óvulo.

    A pílula também torna o seu revestimento uterino mais fino. Este revestimento constrói-se ao longo do mês e depois decompõe-se durante a sua menstruação. Quando se usa contracetivos, o revestimento não se constrói da mesma maneira. Por isso, os sangramentos que tem enquanto toma a pílula devem ser mais leves e mais controláveis.

    Que pílulas contracetivas são pílulas combinadas?

    São quaisquer pílulas que contenham dois ingredientes ativos, uma progesterona e um estrogénio. Para descobrir se a sua pílula é uma pílula combinada, basta verificar os ingredientes ativos.

    No folheto que vem com a sua pílula, os ingredientes devem estar claramente listados no topo, abaixo do nome do fármaco. Para pílulas combinadas devem ver dois ingredientes, à frente e ao centro, que são a progesterona e o estrogénio.

    Com a Loestrin, por exemplo, os ingredientes ativos são o acetato de noretindrona e o etinilestradiol. Este comprimido é claramente indicado como uma combinação progesterona-estrogénio.

    Oferecemos uma gama de pílulas contracetivas combinadas, por isso há muitas opções para si. Mas, se por qualquer razão não puder tomar pílulas combinadas, é importante partilhar isto connosco para sua segurança.

    Reference Popover #ref1
    Reference Popover #ref2

    Como obtemos informação.

    Quando lhe apresentamos estatísticas, dados, opiniões ou um consenso, iremos dizer-lhe de onde vieram. E só apresentaremos dados como clinicamente viáveis se estes forem provenientes de uma fonte respeitável, tal como um órgão de saúde financiado por um Estado ou Governo, uma revista médica analisada por pares ou um órgão de análise ou dados reconhecido. Para mais informação, leia a nossa política editorial.

    Quão eficazes são as pílulas contracetivas combinadas?

    Há duas formas de medir a eficácia das pílulas na prevenção da gravidez. Uma forma é de acordo com a utilização perfeita. Isto significa que toma a pílula exatamente como se deve, todos os dias, sem cometer um erro. O nível de eficácia da pílula contracetiva oral combinada, quando tomada desta forma, é superior a 99%. Assim, num ano inteiro, pelo menos 1 em cada 100 mulheres que tomam a pílula contracetiva oral combinada durante esse tempo engravidam.

    A outra forma é a utilização típica. Isto é quando se toma a pílula mas se cometem erros realistas, tais como esquecer a pílula ocasionalmente ou tomá-la tardiamente. É 91% eficaz quando tomada desta forma, o que significa que cerca de 9 em cada 100 mulheres que a tomem ao longo de um ano engravidam.

    A melhor maneira de garantir a eficácia da pílula é seguir as instruções o mais próximo possível quando a tomar.

    Quando começar a tomar a pílula combinada

    Depende se está a tomar a pílula pela primeira vez, se está a voltar a tomá-la após uma pausa, ou se está a mudar de um tipo diferente de contraceção. Se estiver a usar a pílula pela primeira vez, pode começar em qualquer dia.

    Quando começa a usar a pílula no primeiro dia da menstruação, está protegida de engravidar imediatamente – por isso, não precisa de se preocupar em usar um preservativo. Também estará protegida imediatamente se começar a tomar a pílula antes do quinto dia do seu período menstrual.

    Se começar a usar a pílula após o quinto dia do seu ciclo, não estará imediatamente protegida. Utilize um método contracetivo de reserva (como preservativos) durante sete dias, enquanto a pílula começa a funcionar.

    Outra opção é a abordagem de início ao domingo. Se começar a tomar a pílula no primeiro domingo após o início da menstruação, evita que ocorra o sangramento num fim de semana (ou seja, se quiser evitar o sangramento num fim de semana, este é o caminho a seguir).

    Quando iniciar a pílula combinada se já estiver a tomar contracetivos

    Não se deve fazer um intervalo quando se muda de um método contracetivo para a pílula combinada. Se já estiver a tomar uma pílula contracetiva hormonal, comece a sua nova embalagem no dia seguinte a ter terminado a sua última pílula.

    Se estiver a usar um adesivo transdérmico como o Evra, inicie a pílula um dia antes da data prevista para a sua remoção. Se estiver a usar o anel vaginal, inicie a pílula um dia antes daquele em que o anel deve ser retirado.

    Se costuma receber a injeção Depo-Provera, pode começar a tomar a pílula até 15 semanas após a sua última injeção.

    E se tiver um DIU (cobre ou hormonal), deve começar a tomar a sua pílula contracetiva combinada uma semana antes de ter o DIU removido.

    As pílulas combinadas são todas iguais?

    Não. Embora todas as pílulas contracetivas tenham a mesma eficácia (portanto mais de 99% quando são usadas corretamente), algumas pílulas contêm variações da mesma hormona, ou doses mais altas ou mais baixas de hormonas do que outras. Pode ser que seja mais sensível à progesterona (ou estrogénio) na pílula combinada, por exemplo, e por isso será melhor tomar uma determinada pílula que restrinja o número de efeitos secundários que se obtêm.

    Se for mais sensível à progesterona, por exemplo, os comprimidos combinados como a Microgynon, a Levest e a Ovranette são os mais seguros, e os menos suscetíveis de desencadear efeitos secundários. E se for mais sensível ao estrogénio, os comprimidos combinados como a Lucette, a Yasmin e a Yacella devem oferecer-lhe a melhor proteção contra os efeitos secundários.

    Como sei qual é a melhor pílula combinada para mim?

    A menos que tenha experimentado algumas pílulas diferentes e tenha encontrado uma que funcione bem para si, é provável que não saiba qual é a melhor opção. Encontrar a pílula combinada certa para si pode envolver alguma tentativa e erro. E os nossos corpos podem mudar com o tempo – portanto, o que antes era eficaz pode não lhe servir tão bem agora. Uma consulta com os nossos clínicos ajudá-la-á a reduzir as suas opções.

    Para além da sua sensibilidade às hormonas nas pílulas e se é propensa a certos efeitos secundários, existem outros fatores que podem desempenhar um papel na identificação da pílula certa para si também. Se estiver à procura de um comprimido que também possa ajudar com o acne, por exemplo, considera-se que pílulas como a Yasmin (ou a versão genérica, a Lucette) são escolhas particularmente fortes. Mas, ao mesmo tempo, pode correr um risco ligeiramente maior de sofrer um coágulo de sangue com estes tratamentos, pelo que os prós e contras de pílulas específicas também precisam de ser tidos em conta.

    Em suma, podemos ajudá-la a escolher os melhores (e mais seguros) comprimidos de combinação para si ao avaliar estes aspetos, usando como base o seu historial de saúde.

    Perguntas Frequentes: Pílula combinada

    Gostaria de saber algo específico sobre Pílula combinada? Consulte a nossa informação abaixo, ou faça uma pergunta aos nossos especialistas se não conseguir encontrar o que procura.

    Quanto custam as pílulas combinadas?

    Resposta:
    Não há um único preço para as pílulas contracetivas combinadas. Porque são fabricadas por diferentes empresas farmacêuticas, o preço da pílula pode variar. Mas no Treated, temos uma série de opções a preços diferentes, para que possa encontrar uma pílula que lhe convenha e se enquadre no seu orçamento.

    Por que devo comprar pílulas combinadas no Treated?

    Resposta:
    Gostamos de manter a facilidade da pílula. Consulte os nossos clínicos sobre a sua saúde, e eles aconselhar-lhe-ão sobre opções adequadas (e seguras) de pílulas combinadas.

    Depois de ter escolhido a sua pílula e de nos dizer com que frequência gostaria que lhe entregássemos (e em que quantidade), enviar-lhe-emos a sua medicação.

    Iremos contactá-la regularmente para saber como se está a dar com a sua pílula. Assim, se tiver quaisquer perguntas sobre o seu tratamento, ou se quiser fazer quaisquer alterações (ou ambas), os nossos especialistas médicos estarão à sua disposição para a ajudar.

    Altere, pause ou cancele a sua subscrição a qualquer momento.

    O que é uma pílula contracetiva genérica?

    Resposta:
    Muitas das pílulas contracetivas conhecidas serão provavelmente versões de marca. Já as conhece pelo nome, são escolhas populares e sabemos o que tem dentro delas e o que esperar.

    Mas também há versões "genéricas" dessas pílulas.

    As versões genéricas têm os mesmos ingredientes e são testadas da mesma forma que as suas homólogas de marca. Assim, embora o seu nome possa ser diferente, estas opções são completamente seguras para o seu uso.

    A principal diferença é a empresa que as fabrica. Por exemplo, pode haver vários nomes para uma formulação específica de um comprimido, numa dose específica, porque várias empresas fabricam esse comprimido.

    Assim, se utilizarmos a Levest como exemplo, contém 0,15 mg de levonorgestrel e 0,03 mg de etinilestradiol. Rigevidon, Maexeni e várias outras pílulas contêm exatamente as mesmas hormonas nas mesmas quantidades, mas podem ter um aspecto ligeiramente diferente e vir em embalagens diferentes. Mas não deve haver qualquer diferença real na forma como elas funcionam. Em alguns casos, uma versão de uma pílula pode ser mais barata do que a outra, porque diferentes empresas as fabricam e comercializam.

    Quem não pode usar pílulas contracetivas combinadas?

    Resposta:
    Como já mencionado, as pílulas contracetivas combinadas não são adequadas para todas as mulheres utilizarem. É por isso que é importante partilhar qualquer problema de saúde com o nosso clínico. Não se deve usar pílulas contracetivas combinadas se

    • tiver a tensão arterial elevada não controlada

    • estiver no primeiro mês de amamentação do seu bebé

    • tiver um historial de trombose venosa profunda ou embolia pulmonar

    • tiver um historial de AVC ou doença cardíaca

    • tiver mais de 35 anos de idade

    • fumar

    • tiver enxaquecas com aura (poderá ver luzes intermitentes mesmo antes de a enxaqueca começar)

    • tiver complicações hepáticas

    • tiver hemorragia vaginal inexplicada

    Posso tomar pílulas combinadas com outros medicamentos?

    Resposta:
    As pílulas combinadas podem interagir com outros medicamentos, por isso é importante que nos informe se está atualmente a tomar medicamentos para qualquer problema de saúde.

    Na sua maioria, os antibióticos são seguros de tomar quando está a tomar a pílula - exceto a rifampicina, que é utilizada para tratar a tuberculose. Estes antibióticos podem afetar a sua menstruação, tornando-a irregular, pelo que as suas hipóteses de engravidar aumentam.

    Informe-nos se estiver a tomar medicamentos para tratar o VIH, pois alguns destes tratamentos podem ter impacto na sua pílula. Medicamentos como Darunavir, Efavirenz e Nevirapine interferem todos com a pílula contracetiva combinada, pelo que outra opção contracetiva pode ser melhor para si.

    Os medicamentos antifúngicos utilizados para tratar condições de pele como a micose da virilha podem interferir com a sua pílula, tal como os medicamentos anticonvulsivos. Medicamentos como carbamazepina, fenobarbital e primidona podem afetar a forma como as hormonas no controlo de natalidade são quebradas. Se estiver a usar estes tratamentos, deve ser usada outra opção de contraceção em vez da pílula contracetiva combinada.

    Modafinil (também conhecido sob o nome Provigil) é utilizado para tratar problemas de sono como narcolepsia e distúrbios do sono do trabalho por turnos. Pode reduzir a eficácia da sua pílula, por isso não deve usar um método contracetivo combinado se estiver a tomar esta medicação.

    Tenha também em mente os remédios à base de ervas, porque podem ter um impacto na sua pílula. A erva de São João (usada para tratar depressão leve ou distúrbios do sono) pode afetar a forma como o estrogénio é decomposto, pelo que a pílula pode não funcionar tão bem e as hipóteses de hemorragia irregular aumentam.

    Saw palmetto (utilizado para queda de cabelo), alfafa (para problemas renais ou de bexiga), comprimidos de alho (tomados para doenças cardíacas e do sangue) e linhaça (para problemas de digestão) podem todos ter impacto na eficácia da sua pílula. As pílulas contracetivas combinadas não serão muito adequadas para si se estiver a usar algum destes tratamentos.

    Que efeitos secundários posso ter ao tomar a pílula combinada?

    Resposta:
    Alguns dos efeitos secundários mais comuns quando se começa a usar a pílula incluem náuseas, dores de cabeça, seios sensíveis, alterações do humor, inchaço e sangramento.

    Muitas vezes, estes efeitos secundários são bastante suaves e normalmente desaparecem à medida que se continua a usar a pílula, normalmente após os primeiros dois a três meses.

    Mas se obtiver quaisquer efeitos secundários que a preocupem, ou se não desaparecerem após dois meses de utilização, informe-nos. O nosso clínico pode recomendar a mudança para uma pílula diferente.

    Efeitos secundários graves como reações alérgicas ou coágulos sanguíneos são raros, mas deve ir imediatamente para o hospital mais próximo se obtiver quaisquer sinais destes.
    Quer saber outra coisa?

    Adicionar um tratamento para comparar

    Sugerir um tratamento

    Se procura um tratamento ou doença em particular, informe-nos e nós iremos investigar por si.

    Pergunte ou sugira algo.

    Submeta aqui a sua pergunta, ou diga-nos se encontrou um problema no nosso site.

    Podemos enviar-lhe um e-mail sobre a sua consulta, mas pode optar por não receber estas comunicações sempre que desejar.

    Conte-nos qual é o problema

    [Accept Terms Field Text] Aceite ostermos de utilização.
    Podemos enviar-lhe um e-mail sobre o problema, mas pode optar por não receber estas comunicações em qualquer altura.

    Do que gostou acerca disso?

    Do que não gostou acerca disso?

    Iremos responder-lhe muito em breve. O nosso objetivo é responder a todas as questões no espaço de um dia útil.

    Está inscrito na nossa newsletter. Fique atento à sua caixa de entrada para a nossa última atualização.

    news-letter

    Subscreva a nossa newsletter para todas as últimas novidades sobre Pílula Combinada e muito mais.

    Ao clicar em 'Subscrever agora', está a concordar com a nossa Política de Privacidade.

    É a primeira vez que está connosco?

    Pode continuar como convidado, ou iniciar sessão com a sua conta Treated, caso tenha uma.