Os médicos tratam as infeções de clamídia com antibióticos. Normalmente estes são administrados numa dose única, porém, nalguns casos, pode ser necessário um ciclo mais longo. 

De momento, as primeiras linhas de tratamento para a clamídia genital não complicada no Reino Unido são a Doxiciclina e a Azitromicina

De acordo com as indicações do NICE, a Doxiciclina deve ser administrada duas vezes por dia, durante uma semana. Esta é a opção mais indicada quando estão presentes sinais de infeção retal, enquanto a Azitromicina é usada noutros casos e administrada numa dose única. 

Contudo, o médico pode recomendar um medicamento diferente de acordo com o perfil médico do paciente, se as opções de primeira linha não estiverem indicadas. 

Nesta página, saberá mais informação sobre:

  • Porque motivo é importante tratar a clamídia
  • Que antibióticos são usados para a tratar
  • Que alternativas são usadas em certos casos
  • Se o tratamento pode ser começado antes da confirmação do teste
  • Onde pode conseguir tratamento
  • Como é que os antibióticos para a clamídia são administrados?
  • Como é que os antibióticos para a clamídia funcionam
  • Que medidas extra podem ser tomadas durante o tratamento

Porque motivo é importante tratar a clamídia?

A clamídia não tratada pode levar a várias complicações de saúde graves, incluindo a doença inflamatória pélvica ou a epididimite. Nalguns casos estas condições podem causar infertilidade. 

As pessoas que não procuram tratamento para a clamídia arriscam-se a passar a infeção aos seus parceiros sexuais. 

O tratamento também é necessário por o sistema imunitário não ser capaz de eliminar a doença por si próprio. A forma mais eficaz do corpo tratar a clamídia é com recurso a antibióticos.

Que antibióticos são usados para tratar a clamídia?

Atualmente, o NICE recomenda a Azitromicina ou a Doxiciclina como a primeira linha de tratamento para as infeções não complicadas de clamídia genital. De acordo com estas indicações, a Doxiciclina está indicada quando o paciente apresenta sinais de infeção rectal. A Azitromicina é usada noutros casos.

  • A Doxiciclina é administrada em comprimidos de 100mg, duas vezes por dia, durante uma semana.
  • A Azitromicina é prescrita numa dose única de 1g

O que são tratamentos de segunda linha?

Se um tratamento em particular não estiver indicado para uma determinada pessoa, devido ao seu perfil médico, pode ser recomendada uma alternativa nalguns casos

Esta ordem de prescrição é normalmente referida como primeira linha, segunda linha, terceira linha e em diante.

No caso da clamídia, podem ser prescritos outros antibióticos para tratar a condição nos casos em que a Doxiciclina e a Azitromicina não estão indicadas. 

Isto pode dever-se a uma condição pré-existente ou a uma intolerância médica a alguma substância presente nos medicamentos. 

Nestes casos, as recomendações do NICE são: 

  • Um ciclo de Eritromicina e comprimidos de 500mg, duas vezes por dia durante 10 dias ou duas semanas;
  • Ou Ofloxacina, administrada em doses de 200mg, duas vezes por dia, durante uma semana.

Como é que a clamídia é tratada durante a gravidez?

Por a Doxiciclina e a Ofloxacina não estarem recomendadas durante a gravidez, às mulheres grávidas que precisam de tratamento para a clamídia, será recomendada outra alternativa. 

O NICE recomenda que os prescritores considerem uma das seguintes opções nesses casos:

  • Um dose única de Azitromicina (1g)
  • Um ciclo de sete dias de Eritromicina (500mg, quatro vezes por dia)
  • Um ciclo de 14 dias de Eritromicina (500mg, duas vezes por dia)
  • Ou um ciclo de sete dias de Amoxicilina (500mg, três vezes por dia) 

Obviamente, cada caso é um caso e está dependente do perfil médico do paciente.

O tratamento da clamídia pode começar antes de confirmados os resultados do teste?

Nalguns casos, um médico pode recomendar que o tratamento para a clamídia tenha início antes de confirmado o resultado do teste. Isto pode ocorrer nos casos em que o paciente apresenta sinais que indicam fortemente uma infeção por clamídia (como um ou mais sintomas mencionados na nossa página de informação). 

As instruções do NICE afirmam que os parceiros ou parceiras das pessoas diagnosticadas com clamídia, devem iniciar tratamento independentemente dos resultados do teste. 

Mesmo nestes casos, o paciente deve fazer o teste para a clamídia (e outras doenças sexuais) o mais cedo possível, para confirmar o diagnóstico. 

Pessoas que não apresentem sintomas, contudo, mas que pensam ter entrado em contacto com a infeção, podem ser aconselhadas a esperar pelo resultados do teste antes de iniciar o tratamento.

Onde pode conseguir tratamento?

Idealmente, deve fazer o teste e o tratamento das DST pessoalmente.

O local recomendado para fazer o teste e seguir tratamento para a clamídia e outras DST é uma consulta de planeamento familiar. Esta fornece serviços especializados nesta área em particular e pode também assistir os pacientes que precisam de notificar os seus parceiros. Após o teste, as pessoas que precisam de tratamento para a clamídia terão de voltar para a consulta, onde lhes será prescrita uma receita para o tratamento por um médico. Este poderá posteriormente ser aviado por uma farmácia.

Também é possível fazer o teste e tratamento para a clamídia recorrendo a uma consulta com o seu médico de família.

As pessoas que não conseguem ir a uma consulta de planeamento familiar ou visitar o seu médico de família podem ter acesso aos testes e tratamento através de um serviço online. Estão disponíveis kits de testes que pode comprar a partir de farmácias online, sendo disponibilizadas consultas médicas por muitas destas plataformas. Os médicos, após um resultado positivo ao teste ou mais uma vez, se o paciente apresentar sintomas que fortemente indiquem a presença de clamídia, poderão prescrever tratamento. 

As pessoas que procuram tratamento online devem contudo, garantir que a farmácia que estão a utilizar é legal e está registada nos respetivos órgãos reguladores.

Como são administrados os antibióticos para a clamídia

Os antibióticos para as infeções de clamídia não complicadas são geralmente tomados por via oral. 

  • Quando é utilizada a Azitromicina (também conhecida como Zithromax ou Clamelle), é administrada numa dose única de 1g. Isto pode incluir dois comprimidos de 500mg, administrados em conjunto.
  • Se a Doxiciclina for utilizada, recomenda-se a administração de 100mg duas vezes por dia, durante uma semana. Uma dose pode consistir num comprimido de 100mg ou em dois de 50mg.
  • A Ofloxacina pode ser administrada uma vez por dia numa dose de 400mg, durante uma semana, ou uma dose de 200mg, duas vezes por dia, durante uma semana.
  • A Eritromicina para a clamídia também pode ser prescrita de uma ou duas formas: como uma dose de 500mg (dois comprimidos de 250mg) quatro vezes por dia, durante uma semana ou uma dose de 500mg (dois comprimidos de 250mg) duas vezes por dia, durante duas semanas. 
  • A Amoxicilina é administrada numa dose de 500mg (dois comprimidos de 250mg ou um comprimido de 500mg), três vezes por dia, durante uma semana.

Contudo, de qualquer forma, deve sempre seguir as indicações dadas pelo seu médico

Como funcionam os antibióticos no tratamento da clamídia?

A clamídia é causada por uma bactéria conhecida como Chlamydia trachomatis

No corpo, a infeção dissemina-se quando as células bacterianas se multiplicam. Os antibióticos atuam ao impedir esta disseminação, ao evitar que as bactérias produzam certas proteínas. As células bacterianas precisam destas proteínas para se manterem íntegras e crescerem. Porém, ao impedir que as bactérias produzam estas proteínas, os antibióticos evitam o crescimento bacteriano e a disseminação da infeção. O sistema imunitário é assim capaz de eliminar a infeção e reduzir os sintomas

Que medidas devem ser tomadas durante o tratamento?

Se suspeita que entrou em contacto com a clamídia ou o seu parceiro ou apresenta sintomas, deve fazer o teste imediatamente e evitar o contacto sexual até: 

  • Receber a confirmação que está livre da infeção (ou o seu parceiro está);

Ou se tiver (ou o seu parceiro) um teste positivo para a clamídia: 

  • Esperar durante sete dias após completar o tratamento com antibióticos e após o desaparecimento dos sintomas. 

Se os sintomas persistirem, deve notificar o seu médico o mais cedo possível.

  • Em alguns casos, pode ser aconselhado que faça um teste após o tratamento para garantir que a infeção já não se encontra presente, antes de ter relações sexuais novamente. Este teste deve ser feito pelo menos três semanas após completar o tratamento.

Quer uma pessoa tenha sido testada positivamente para a clamídia ou não tenha feito o teste mas suspeite que tem a infeção, é fundamental informar o parceiro ou parceiros sexuais o mais cedo possível. As consultas de planeamento familiar podem ajudar nesta parte. 

Será também fornecida informação aos pacientes sobre práticas de sexo seguro, para reduzir o risco de infeção no futuro.

Página revista em:  26/10/2017