Para a maioria das pessoas, sim. De facto, a atividade física é importante para reduzir a tensão arterial em pessoas com hipertensão.

Porém, o exercício pode ser realizado com vários níveis de intensidade e algumas pessoas, em particular aquelas com hipertensão muito elevada, devem tomar as devidas precauções antes de iniciar um plano de atividade física.

Com a ajuda do Professor Graham MacGregor, Presidente da Blood Pressure UK neste artigo vamos analisar a relação entre o exercício e a hipertensão arterial e como o exercício feito em segurança pode ajudar a reduzir a tensão arterial.

Exercício e hipertensão arterial: Como estão relacionados?

De forma simples, a tensão arterial é um indicador do esforço que o coração faz para que possa circular sangue pelo corpo. As leituras de tensão arterial são feitas com dois valores: a tensão sistólica (pressão durante um batimento cardíaco) e a diastólica (pressão entre batimentos). As pessoas com duas leituras consecutivas superiores a 140/90 são classificadas como sofrendo de hipertensão arterial, tendo um maior risco de ataque cardíaco e AVC.

A inatividade é frequentemente um factor que contribui para a hipertensão arterial, pelo que no tratamento da hipertensão o médico pode recomendar o aumento da atividade física em pessoas com uma vida sedentária.

O coração é um músculo e o exercício aeróbico ajuda-o a manter-se saudável e a funcionar corretamente. Quando faz exercício, o coração bate mais rápido e com mais força e quando para, o batimento cardíaco volta ao normal. Ao longo do tempo, se uma pessoa com hipertensão arterial continuar a fazer exercício regularmente, o batimento cardíaco em repouso irá diminuir gradualmente, uma vez que o coração fica mais forte e é mais eficaz a bombear sangue. Isto significa que o coração não tem de fazer tanto esforço, reduzindo a tensão arterial.

Existe algum tipo de exercício melhor para a hipertensão?

Devido a certos tipos de exercício poderem aumentar exponencialmente a tensão arterial, é importante que as pessoas com hipertensão se concentrem nas atividades que as podem ajudar.

“Diferentes tipos de exercício têm diferentes efeitos no seu corpo.” O Professor MacGregor explica. “Se sofre de hipertensão arterial, deve focar-se em atividades que possam ajudar o seu coração e vasos sanguíneos. O exercício aeróbico é o tipo de exercício que mais beneficia o coração.”

O exercício aeróbico (ou cardiovascular) moderado inclui atividades como correr, nadar e dançar.

Caminhar rápido também se insere nesta categoria e é uma atividade importante para as pessoas com hipertensão arterial (que não são atualmente ativas o suficiente) iniciarem. Não é necessário inscrever-se num ginásio, nem ter nenhum equipamento especial, para além de um bom par de ténis. As caminhadas rápidas ajudam o coração e os pulmões e são benéficas para a tensão arterial e circulação, porém o treino com pesos também ajuda na saúde muscular e óssea.

Segundo o Professor MacGregor, certos exercícios, não são tão seguros ou benéficos para as pessoas com hipertensão arterial.

“Por exemplo, não deve fazer uma atividade muito intensa por curtos períodos de tempo.”

Correr rápido ou levantar pesos pesados são exemplos deste tipo de atividade.

“Este tipo de exercícios podem aumentar rapidamente a sua tensão arterial, colocando um esforço extra no seu coração e vasos sanguíneos” diz o Professor MacGregor.

As pessoas com hipertensão arterial que querem incluir treino de força no seu plano de exercícios, podem fazê-lo através da repetição dos exercícios com pesos mais leves (1kg ou 2kg), porém devem evitar pesos pesados, pelo menos até que a sua tensão arterial esteja controlada.

Quando é que o exercício pode não ser seguro para pessoas com hipertensão arterial?

O coração tem de se esforçar mais durante o exercício físico para conduzir sangue e oxigénio para os músculos a exercitar. Por esse motivo, o exercício pode aumentar temporariamente a tensão arterial e os batimentos cardíacos, motivo pelo qual algumas pessoas com hipertensão arterial devem ter cuidado com o tipo de exercício que fazem.

As pessoas com hipertensão que desejem reduzir a sua tensão arterial com exercício físico, devem consultar o seu médico antes de começarem, de forma a assegurar que as atividades que vão realizar são as mais indicadas. Nalguns casos, um profissional médico pode recomendar medicação para controlar a hipertensão antes de recomendar exercício físico.

O Professor MacGregor aconselha a que as pessoas com hipertensão muito elevada, não comecem uma atividade física sem primeiro consultar o seu médico.

Cada pessoa é diferente, porém, a Blood Pressure UK recomenda que as pessoas cuja tensão arterial é:

  • Entre 140/90 e 179/99 é possível aumentar em segurança os seus níveis de atividade física
  • Entre 180/100 e 199/109 deve consultar primeiro um médico
  • Mais de 200/110 não deve fazer nenhum tipo de atividade física e deve falar com o seu médico para aconselhamento.

Qual a quantidade de exercício que uma pessoa com hipertensão arterial deve realizar?

Seguindo o guia do Serviço Nacional de Saúde britânico (NHS), 150 minutos de exercício de moderada intensidade por semana é uma forma de reduzir a tensão arterial.

Caminhar rápido, cerca de 30 minutos, cinco vezes por semana é uma boa forma de começar. Pode posteriormente aumentar a duração do exercício para uma hora por dia, e começar mais tarde a fazer por exemplo jogging.

Tal como o Professor MacGregor explica:

“Um adulto deve fazer 30 minutos de exercício por dia, 5 vezes por semana. O exercício moderado deve ser suficiente para que se sinta mais quente e com uma respiração mais intensa, porém, deve conseguir falar sem ofegar entre as palavras.”

Se está a treinar com um parceiro, este pode ajudar a determinar o nível de intensidade da sua atividade física atual ao realizar um “teste de fala” As pessoas a realizar exercício de moderada intensidade devem conseguir manter uma conversa (enquanto alguém a fazer exercício vigoroso não).

“O principal objetivo é manter-se ativo,” O Professor MacGregor acrescenta, “quer seja andar mais e evitar utilizar o carro em pequenos trajetos, subir pelas escadas e não por elevador ou sair do autocarro uma paragem mais cedo. Lembre-se de que pode tomar medidas para reduzir a sua tensão arterial ao reduzir a quantidade de sal ingerido, comer mais frutas e legumes e ao manter-se num peso saudável.”