89,00 €

Fumar é um perigo para a saúde, que se revela bastante dispendioso, apesar de comum em eventos sociais. Fumar pode ser também extremamente viciante. Um estudo concluiu que aproximadamente metade de todos os fumadores tenta deixar de fumar, todos os anos, mas apenas 2 a 3% dos fumadores consegue manter-se sem fumar a longo prazo.

Existem vários tratamentos disponíveis para ajudar as pessoas que decidem parar de fumar, alguns requerem receita médica, enquanto outros estão disponíveis como venda livre.

Neste artigo detalhamos as opções disponíveis para as pessoas que procuram largar este vício, a forma como funcionam e onde podem ser obtidos.

Se quer deixar de fumar, consulte primeiro o seu médico. Este irá ajudar a determinar qual o melhor método para si. Pode também ligar para a Linha Saúde 24 para apoio.

Champix

Estes comprimidos apenas estão disponíveis com receita médica.

Estes contêm o princípio ativo vareniclina e são um tipo de medicamento conhecido como agonista parcial dos recetores de acetilcolina.

O Champix atua nos recetores de nicotina do cérebro para ajudar a reduzir os sintomas de abstinência. Este também bloqueia os efeitos da nicotina quando fuma, reduzindo a sensação de prazer que tem quando fuma um cigarro.

Como deve ser tomado?

O ciclo inicial normal tem a duração de 12 semanas. Ser-lhe-á prescrito primeiro o “Pack Inicial”, para que tome comprimidos com uma dose mais baixa durante a primeira semana e até ao dia que para de fumar.

  • Nos primeiros três dias da primeira semana, pode-lhe ser aconselhado um comprimido de 0,5mg por dia.
  • Nos restantes quatro dias da semana, pode-lhe ser aconselhado um comprimido branco (0,5mg) duas vezes por dia.
  • Na semana seguinte, pode ser aconselhado a começar o comprimido azul (1mg) duas vezes por dia, devendo parar de fumar num dia durante esta segunda semana do ciclo.
  • O seu médico pode aconselhar que continue com esta dose durante as restantes semanas de tratamento, antes de começar a reduzir a sua dose se tiver deixado de fumar com sucesso.

Zyban

O princípio ativo deste medicamento é o cloridrato de bupropiom e está apenas disponível sujeito a receita médica.

 Pensa-se que este funciona ao impedir que a dopamina e a noradrenalina sejam libertadas pelos neutransmissores do cérebro. Estes são os químicos que controlam as sensações de prazer e satisfação quando fuma. Por estes químicos permanecerem ativos, os sintomas de privação são reduzidos. Estes são comprimidos de libertação prolongada que controlam o desejo de fumar durante o dia.

Como deve ser tomado?

  • Deve tomar um comprimido por dia durante os primeiros seis dias, seguidos de dois comprimidos por dia durante sete dias até ao fim do tratamento.
  • Se o tratamento se provar bem sucedido, o seu médico pode recomendar que pare de o tomar ou que reduza a dose.

Terapia de substituição da nicotina

A terapia de substituição da nicotina apresenta-se em diversas formas e atua ao permitir ao utilizador reduzir o consumo de nicotina durante um período de dois a três meses.

Estes usam pequenas quantidades de nicotina, porém, sem os efeitos prejudiciais do fumo do tabaco. 

Algumas pessoas param de fumar completamente quando começam a sua terapia de substituição da nicotina, enquanto outras usam-na regularmente enquanto reduzem a quantidade que fumam.

Diferentes tipos de terapia de substituição da nicotina atuam de forma diferente.

  • Os adesivos são aplicados na pele e libertam nicotina diretamente para a corrente sanguínea de forma consistente durante um período de 16 a 24 horas.
  • As pastilhas e os comprimidos libertam nicotina mais rapidamente e são úteis a controlar a vontade de fumar.
  •  Os sprays nasais e os inaladores fornecem um aporte de nicotina instantâneo. Estes são menos discretos que as pastilhas e os comprimidos, porém uma vantagem do inalador é o facto de poder ser inalado como um cigarro, pelo que é menos provável que sinta falta do ato de fumar.

Muitas pessoas acham que a utilização de mais de um tipo de terapia de substituição hormonal, torna mais fácil deixar de fumar.

Apesar da terapia de substituição da nicotina poder comercializada como venda livre, também pode ser prescrita por um médico.

Cigarros eletrónicos

A popularidade dos cigarros eletrónicos aumentou desde o seu lançamento no mercado em 2004. Por serem uma inovação relativamente recente, existe pouca evidência acerca da sua eficácia ou dos riscos a longo prazo. Por este motivo, os seus efeitos têm sido sujeitos a muito debate.

Estes dispositivos a bateria aquecem um pequeno cartucho com líquido que pode ser propileno glicol ou glicerina, ambos com nicotina. Também podem ser adicionados sabores.

À medida que o líquido é aquecido, produz vapor que é inalado pelo utilizador. O vapor contém nicotina, mas não tem químicos carcinogénicos ou monóxido de carbono nos resíduos que deixa nos pulmões.

Atualmente os cigarros electrónicos não estão disponíveis sujeitos a receita médica, porém podem ser adquiridos em lojas ou online.

Que investigação está disponível?

Um relatório de 2015 do Governo britânico concluiu que os cigarros electrónicos são 95% mais seguros do que os cigarros tradicionais. O mesmo relatório estima que 5% da população britânica adulta use cigarros electrónicos, ou seja 2 a 3 milhões de pessoas. 

Um relatório de uma revisão Cochrane em 2014, que combina os resultados de dois estudos, concluiu que os cigarros electrónicos são eficazes para deixar de fumar, apesar de ter sido indicado que seriam necessárias mais investigações.

O Serviço de Saúde Britânico relatou que dois em cada três fumadores que usaram cigarros electrónicos em conjunto com um serviço para parar de fumar, foram bem sucedidos.

Página revista em:  17/09/2018