O Mysimba é um tratamento para quem tem excesso de peso ou sofre de obesidade. É também conhecido como Contrave, o nome utilizado para o mesmo medicamento nos EUA. Nesta página, iremos responder algumas das principais dúvidas acerca do Mysimba.

  1. Como o Mysimba ajuda a perder peso?
  2. Em que doses o Mysimba está disponível?
  3. Quem pode tomar Mysimba?
  4. Posso tomar Mysimba durante a gravidez?
  5. Quais efeitos secundários o Mysimba pode provocar?
  6. Quanto peso posso perder com o Mysimba?

Se preferir, clique nas perguntas para ir diretamente às respostas localizadas neste artigo.


Como o Mysimba ajuda a perder peso?

Os princípios ativos do Mysimba, bupropriom e naltrexona atuam ao reduzir a vontade de comer e ao aumentar os níveis da dopamina no cérebro, o que faz com o apetite diminua e auxilia os processos do cérebro responsáveis por lidar com o gasto de energia do corpo.

Em que doses o Mysimba está disponível?

Cada comprimido do Mysimba contém 8mg de naltrexona e 90mg de cloridrato de bupropiom. É a única dosagem disponível do Mysimba através do nosso serviço.

Quem pode tomar Mysimba?

Mysimba é um tratamento usado para a obesidade e o excesso de peso a partir de um IMC de 27.

Para calcular o seu IMC, deve multiplicar a sua altura em metros por um valor igual e depois dividir o seu peso em quilos por este número. Veja um exemplo:

Uma pessoa de 1,50m de altura e 60Kg de peso, terá a seguinte formula e resultado:

60 / (1,50x1,50) = 26,6

Posso tomar Mysimba durante a gravidez?

Não, o Mysimba não está indicado para mulheres grávidas, a amamentar ou tentar engravidar.

Quais efeitos secundários o Mysimba pode provocar?

Os sintomas mais comuns são náuseas, vómitos, dor no abdómen, dor de cabeça, ansiedade, dificuldade para dormir e dores articulares ou musculares. Para uma lista completa, leia o folheto informativo do paciente ou a nossa página sobre efeitos secundários dos medicamentos para obesidade.

Quanto peso posso perder com o Mysimba?

Estudos feitos com o Contrave, nome deste medicamento nos EUA, tiveram como resultado a perda de 5% da massa corporal após 13 meses.

Página revista em:  03/06/2019