Existem várias formas de se proteger contra as verrugas genitais e diminuir o risco de contrair (ou disseminar) o vírus que as causa. Nesta página, discutiremos como prevenir as verrugas genitais através do(a):

  1. sexo seguro
  2. conversa aberta com o seu parceiro
  3. vacina contra o HPV

Como prevenir verrugas genitais através do sexo seguro

Tal como acontece com outras DST, pode reduzir as hipóteses de transmitir e obter verrugas genitais praticando sexo seguro. Porém, é importante lembrar que a contraceção de barreira, como os preservativos, é menos eficaz na prevenção de verrugas genitais do que outras DST.

Infeções como clamídia e gonorreia tendem a se espalhar principalmente através do espermatozoide e do líquido vaginal, de modo que a contraceção de barreira (quando usada corretamente) elimina quase completamente o risco destas infeções. As verrugas genitais, por outro lado, são transmitidas através do contato pele a pele com a verruga; e, porque um preservativo não cobre necessariamente a área onde estão as verrugas, ainda é possível transmitir o vírus ao usá-lo.

Isto não significa que deve renunciar ao uso de contracetivos de barreira, estes ainda irão reduzir o risco de entrar em contato com verrugas muito pequenas e pouco visíveis a olho nu.

Entretanto, se as verrugas estão presentes num local onde um preservativo ou uma barreira dental (dental dam) não é suscetível de impedir o contato físico, é melhor abster-se de fazer sexo até que as verrugas tenham sido tratadas com sucesso (e desaparecido).

Os casais que usam brinquedos sexuais também podem reduzir o risco de transmissão do HPV ao não compartilhar os brinquedos, ao garantir que sejam limpos entre os usos ou cobrindo-os com um preservativo antes de cada uso.

Leia mais na nossa página de informações sobre qual a aparência das verrugas genitais.

Como prevenir verrugas genitais por estar aberto com o seu parceiro

É melhor ser o mais aberto possível com o seu parceiro sobre o seu estatuto de DST, para reduzir o risco de contrair ou transmitir uma infeção sexualmente transmissível, como verrugas genitais. Ter uma discussão antes da relação sexual ocorrer ajudará a garantir que esteja ciente de quais são os riscos e que precauções tomar.

Como se espalham pelo contato físico, o uso de tratamento para verrugas genitais pode ajudar a se livrar delas mais rapidamente e, por sua vez, diminuir o risco de passá-las para outra pessoa.

Como prevenir verrugas genitais com a vacina contra o HPV

Existe uma vacina disponível que pode proteger contra várias cepas do papilomavírus humano (HPV), algumas das quais causam verrugas genitais e outros cancros do colo do útero.

A vacina do HPV destina-se a prevenir e não tratar as infeções pelo vírus. Segundo a DGS, a vacina tem mais efeito quando aplicada antes do início da vida sexual, sendo, portanto, recomendada entre os 9 e 26 anos de idade. Estudos científicos têm demonstrado que as raparigas desenvolvem mais anticorpos entre os 9 e 13 anos de idade, sendo, portanto, a idade ideal para a vacina.

  1. Por que a vacina é apenas recomendada a raparigas/mulheres entre os 9 e 26 anos?

Isto acontece porque a vacina foi testada amplamente nestas idades. Quando estudos feitos em idades mais avançadas tiverem sido concluídos e a sua eficácia comprovada, a faixa etária para a vacina irá certamente ampliar. Entretanto, caso o médico indique, a vacina poderá ser dada em outras idades para além dos 26 anos.

  1. Rapazes não podem ser vacinados?

A vacina contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV já foi aprovada nos EUA para a prevenção da displasia anal e do cancro do ânus nos homens. Entretanto, Em Portugal, ainda aguarda-se resultados de estudos que comprovem o benefício da vacina nos homens para prevenir cancros raros como no pénis e no ânus.

No Reino Unido, por exemplo, a vacina está disponível em centros médicos para adolescentes até os 18 anos. Homens que fazem sexo com homens até os 45 anos também podem vacinar-se gratuitamente no NHS, sistema de saúde pública do Reino Unido.

A vacina, em geral, protege contra o HPV 6 e 11, bem como várias outras cepas; e acredita-se que essas duas cepas sejam responsáveis por 9 de 10 casos de verrugas genitais.

Entre em contato com o seu centro médico local para saber mais sobre a vacina contra o HPV.

Página revista em:  10/07/2019