A dose intermédia de Spedra é normalmente indicada para os homens que tomam Spedra pela primeira vez, sem condições médicas pré-existentes e que não tomem medicamentos que possam interferir com a sua função.

Nos casos em que esta dose produz efeitos secundários ligeiros mas é eficaz no tratamento da disfunção erétil, o médico pode recomendar um ajuste de dose para 50mg.

Se o paciente tolerar bem o medicamento e este não produzir os resultados esperados, o médico pode optar por aumentar a dose para 200mg

Qual a eficácia do Spedra 100mg?

Ensaios clínicos em homens com disfunção erétil apresentaram os seguintes resultados:

  • Taxa de eficácia de 47% para a dose de 50mg
  • Taxa de eficácia de 58% para a dose de 100mg
  • 59% das tentativas com a dose de 200mg foram bem sucedidas

Se tomou Spedra e este não produziu os efeitos esperados, deve notificar o seu médico que pode optar por ajustar a dose ou recomendar um medicamento diferente.

Para quem se destina o Spedra 100mg?

O Spedra 100mg será prescrito se:

  • vai tomar Spedra pela primeira vez
  • o medicamento foi recomendado por um médico
  • não sofre de problemas de saúde que possam ser exacerbados por inibidores da PDE-5
  • não sofreu efeitos secundários ou reações adversas devido ao uso de inibidores da PDE-5 no passado
  • não está a tomar outros medicamentos que possam interagir com o Spedra

Existem homens que não devem tomar Spedra?

O Spedra 100mg apenas deve ser tomado por homens com disfunção erétil. Não deve ser tomado por homens que não sofram desta condição e nunca deve ser tomado por mulheres.

Homens que sofrem de certas condições como angina, doença renal ou hepática ou tensão arterial não controlada, não o devem tomar. Nos casos em que o homem tomou um inibidor da PDE-5 no passado e sofreu efeitos secundários graves, a utilização do Spedra não está indicada.

Pode saber mais informação sobre como utilizar o Spedra em segurança na nossa página de produto.

Página revista em:  23/10/2017