Sofrer de sintomas de disfunção erétil pode ser um uma experiência desconcertante, especialmente se estiver em boa forma e não sofrer normalmente de problemas de saúde. A maioria dos homens irá sofrer de problemas durante o sexo, pelo menos uma vez a determinado momento das suas vidas.

O que é a disfunção erétil ocasional?

A diferença entre a disfunção erétil ocasional e os casos mais persistentes, é frequentemente a sua causa. As pessoas com disfunção erétil crónica podem sofrer de uma condição subjacente que desconheçam ou sofrer de um problema psicológico que afeta o seu desempenho. O tratamento para os casos crónicos pode ser feito com medicamentos sujeitos a receita médica como o Spedra e o Levitra.

Porém, a disfunção erétil ocasional pode ser mais difícil de prever, uma vez que a sua causa pode não estar completamente relacionada com a saúde cardiovascular. Homens com este tipo de disfunção erétil podem apenas notar sintomas uma vez em cada duas semanas, uma vez por mês ou até menos. Apesar de esta não parecer um problema grave, pode ser frustrante sofrer estes sintomas quando ocorrem.

O que deve saber sobre isso?

A boa notícia é que, se sofre de disfunção erétil ocasional, é possível que esta seja ultrapassada sem a necessidade de tratamento.

Alguns homens que sofrem da condição intermitentemente podem por vezes recorrer a tratamentos como o Viagra para lidar com a mesma, de forma a ultrapassar os sintomas quando estes ocorrem. Porém, a desvantagem de usar tratamentos para a disfunção erétil de forma recreativa, tal como sugerido por um estudo, pode ter um efeito na sua confiança, levando a que o homem se sinta psicologicamente dependente destes

O WebMD afirma que é extremamente comum que os homens sofram problemas de ereção em 20% das vezes, podendo nestes casos não ser necessária intervenção médica. Porém, mesmo nos caos em que os problemas apenas ocorrem esporadicamente, existem várias medidas não clínicas que pode seguir para melhorar a sua saúde erétil e reduzir as hipóteses de sofrer de problemas.

Determinar as causas possíveis

Pense no que existe em comum nas vezes em que sofreu de problemas de ereção. Pode ter ingerido um alimento em particular ou realizado uma determinada atividade antes das relações sexuais. Por vezes, melhorar a sua saúde erétil é tão fácil como contornar estes fatores.

Causas que podem ser prevenidas de impotência ocasional incluem fumar e consumir álcool, ingerir uma refeição muito pesada antes das relações sexuais e sentir-se cansado. Limitar o consumo de álcool, parar de fumar e comer em pequenas quantidades antes do sexo, pode ajudar, bem como garantir que dorme e descansa o suficiente. 

O que muitas pessoas não consideram é que a disfunção erétil ocasional pode ocorrer quando fazem muito sexo. A função erétil pode reduzir-se, por exemplo, se faz sexo todos os dias sem pausas. Lembre-se que é importante dar ao seu corpo a hipótese de recuperar entre sessões.

Os fatores psicológicos podem também desempenhar um papel na disfunção erétil ocasional. É perfeitamente normal sentir-se afetado por uma experiência sexual. Por exemplo, se está a ter novas experiências com a sua parceira, a falta de experiência nestas práticas pode causar nervosismo e induzir problemas de ereção. É importante lembrar nestes casos que, se está a experimentar algo novo, falar com a sua parceira de antemão pode ajudar a reduzir o seu nervosismo.

Quando deve consultar o seu médico

É importante procurar tratamento se pensa que os sintomas da disfunção erétil escalaram até a um ponto em que se estão a tornar um problema. Se deixada por tratar, a impotência pode ter um efeito nocivo no seu relacionamento, pelo que quanto mais tempo é deixada por tratar, maior se torna o problema.

O seu médico será capaz de ajudar a descobrir as causas de saúde que possam ter um impacto na interrupção do fluxo sanguíneo, sendo estas responsáveis pela condição. Não é pouco comum os homens passarem por momentos em que as ereções simplesmente não ocorrem, nestes casos, pode ser necessário um ciclo de tratamento temporário, por exemplo com o Cialis, para ajudar a ultrapassar estas fases.

O pior que pode fazer é não abordar o problema. Se pensa que a disfunção erétil está a afetar a sua vida, fale sobre isso com a sua parceira. É importante avaliar se a disfunção erétil ocorre de forma demasiado frequente, uma vez que isto pode determinar a necessidade de tratamento.

Página revista em:  23/10/2017