A internet tem vindo a tornar-se um canal rápido, seguro e eficaz para a comercialização de bens, levando consequentemente à venda de medicamentos online. Porém, esta ascensão criou também uma oportunidade para a venda de medicamentos contrafeitos e ilegais online. Um dos medicamentos mais contrafeitos do mercado é o Viagra, muito devido à sua popularidade, mas também ao facto de ser ter tornado disponível na mesma altura que a internet, para a maioria das pessoas.

Contudo e apesar da indústria farmacêutica ter má reputação na internet devido ao elevado número de websites ilegais, a verdade é que existem muitas farmácias online legais, que fornecem uma alternativa segura para quem não consegue obter o seu medicamento presencialmente.

Neste artigo informamos como pode comprar Viagra ou qualquer outro tratamento online em segurança, relatando quais os principais esquemas ou serviços disponibilizados por comerciantes ilegais:

1. Procure credenciais ou registos

Existem vários registos que uma farmácia deve ter de forma a comercializar Viagra ou outro medicamento sujeito a receita médica online. As farmácias localizadas no Reino Unido, como o caso do Treated.com, têm de estar registadas no General Pharmaceutical Council. Esta entidade independente regula todas as farmácias do Reino Unido. O registo tem este aspecto. Quando compra medicamentos online, deverá estar disponível um logótipo que redirecionará para este registo. Se não o encontrar, é provável que se encontre num website não registado.

Os médicos que prestam serviço a estas farmácias também devem estar registados na União Europeia. 

2. Cuidado com as “amostras grátis”

Se tem dúvidas sobre a integridade de uma farmácia online, encontrar uma amostra grátis de Viagra ou de outro medicamento é algo que pode desmascarar a sua legalidade. Alguns websites também dispõem de Viagra a um preço muito reduzido. Esta é uma tática para atrair novos compradores a obter medicamentos falsos ou contrafeitos. Um dos esquemas mais comuns desvendados encontrou nos comprimidos vendidos ácido, tinta e pó de tijolo, o que os torna extremamente perigosos para a saúde. Farmácias legais não disponibilizam amostras grátis de medicamentos sujeitos a receita médica, por questões legais.

3. Lembre-se que o Viagra não está disponível sem receita médica

De momento, os medicamentos para a disfunção erétil não podem ser obtidos sem receita médica. Para que a venda destes medicamentos seja legal, deve ser realizada antes uma consulta com um médico.

Os websites que disponibilizam Viagra sem receita médica estão a operar ilegalmente. Para poder comercializar o medicamento a pacientes sem receita médica prévia, a farmácia deve disponibilizar uma forma de obter a receita, a partir de uma consulta médica. Por este motivo, não confie num website que afirme vender o medicamento sem responder a quaisquer questões médicas.

4. Tenha em conta que o profissionalismo

Um dos principais fatores a considerar quando comprar medicamentos online é considerar o conteúdo do website a partir do qual está a comprar. Se o website de uma suposta farmácia não estiver bem estruturado e tiver presentes erros gramaticais, é pouco provável que o mesmo tenha boa reputação, pelo que não o deve utilizar.

Página revista em:  27/11/2017