Existem vários tratamentos disponíveis para a disfunção erétil, cada um com vantagens únicas. 

O Cialis é um medicamento popular para a disfunção erétil, especialmente devido ao seu tempo de semi-vida de 17,5 horas e consequente duração de ação até 36 horas.

Duração de Atividade

Esta característica fez com que o Cialis ganhasse a alcunha de “comprimido de fim-de-semana”, porque uma vez feita a administração, o medicamento mantém-se ativo por um dia e meio.

Por exemplo, um comprimido tomado na sexta à noite pode permanecer ativo até domingo de manhã.

Contudo, ao contrário do que muitos podem pensar, isto não significa que estará presente uma ereção durante toda a duração de ação. Pelo contrário, o utilizador será capaz de obter uma ereção durante o tempo de ação do Cialis, desde que sexualmente estimulado.

Outros comprimidos orais apenas permanecem ativos de quatro a seis horas. Contudo, os agentes tópicos e os supositórios uretrais atuam em apenas alguns minutos, apesar dos seus efeitos apenas durarem uma ou duas horas. 

Em termos de duração da eficácia, o Cialis é atualmente o líder de mercado.

Espontaneidade

Outra vantagem do Cialis e ainda mais do Cialis Diário é o facto de permitir ao utilizador ser espontâneo.

O Cialis leva entre 30 a 60 minutos a atuar, porém, após este período, mantém-se ativo até 36 horas. Isto significa que uma vez o tratamento ativo, o utilizador não tem de interromper os preliminares para tomar o comprimido ou aplicar um dispositivo ou agente tópico, uma vez estimulado, os efeitos são notados.

Para além disto, aqueles que tomam o Cialis Diário, que contém uma baixa dose para ser tomado uma vez por dia, não têm de esperar 30 a 60 minutos para este atuar. Este medicamento permanece ativo 24 horas por dia e está indicado para homens que planeiam ter sexo três ou mais vezes por semana.

Alguns homens podem ver a toma de um comprimido todos os dias como uma pequena desvantagem, enquanto outros não se importam de incorporar o tratamento da disfunção erétil na sua rotina.

Por não ser administrado consoante a necessidade, o Cialis Diário é considerado por muitos o medicamento para a disfunção erétil disponível no mercado que melhor se assemelha a um tratamento instantâneo.

Eficácia do Cialis

O Cialis é um medicamento muito eficaz quando comparado com os seus competidores.

Estão disponíveis duas doses de Cialis (10 e 20mg) e duas doses de Cialis Diário (2,5mg e 5mg). Tal como seria de esperar, estas doses apresentaram diferentes taxas de eficácia em estudos clínicos: 

Num estudo, as doses de 10mg e 20mg resultaram em ereções com potência suficiente para penetração vaginal em 73% e 81% dos casos respetivamente, resultando em ereções firmes o suficiente para completar as relações sexuais em 59% e 71% dos casos respetivamente. 

O Cialis tomado consoante a necessidade tem um nível de eficácia semelhante ao sildenafil (talvez o medicamento mais bem estabelecido no mercado para a disfunção erétil), reportando em estudos clínicos taxas de eficácia de 63%, 74% e 82% para as doses de 25mg, 50mg e 100mg.

Facilidade de utilização

Comparado com o alprostadilo, um tratamento injetável para a impotência, os comprimidos orais de tadalafil têm uma eficácia ligeiramente mais baixa em estudos clínicos. O alprostadilo administrado por injeção apresentou uma taxa de eficácia de 90%. 

Contudo, como comprimido oral, o Cialis é um tratamento muito mais fácil de administrar e se tomado consoante a necessidade, fornece uma eficácia até 36 horas no aumento da função erétil.

Risco de efeitos secundários

Foi notado por alguns especialistas que o tadalafil é um inibidor enzimático mais seletivo que os competidores. O Sildenafil e o vardenafil também apresentam efeitos na inibição da PDE-6, uma enzima encontrada no olho e na PDE-1, presente no cérebro e no coração. 

O tadalafil também inibe estas enzimas, mas a uma menor extensão. Em teoria, o tadalafil é menos provável de causar efeitos secundários como perturbações visuais, vasodilatação e taquicardia como resultado.

Pode saber mais sobre o tadalafil e se este está indicado para si ao consultar a nossa página sobre o Cialis.

Página revista em:  23/10/2017