Para homens que sofrem de problemas de ereção, a boa notícia é que não estão sozinhos. Desde que se tornou disponível em 1998, mais de 20 milhões de homens em todo o mundo usaram o Viagra para tratar a impotência, indicando a escala desconhecida desta condição.

Por ser uma condição tão comum, existem várias causas possíveis, tanto psicológicas como físicas.

Causas físicas

O processo químico que leva a uma ereção é complexo. Este culmina na passagem de sangue para o pénis, um processo que é regulado pela restrição e constrição dos vasos sanguíneos.

Alguns fatores biológicos podem impedir esta atividade, particularmente aqueles que incluem o endurecimento das artérias e inibem o fluxo sanguíneo. Como resultado, a probabilidade de sofrer de disfunção erétil aumenta à medida que o homem envelhece.

As estatísticas para a prevalência da disfunção erétil em certos grupos etários podem variar, mas é amplamente aceite que metade dos homens com 40 ou mais anos irá sofrer de disfunção erétil de algum tipo. Pensa-se também que cerca de 20% dos homens com mais de 65 anos irá sofrer da condição a longo prazo.

Uma suscetibilidade aumentada a condições que podem causar disfunção erétil, como a diabetes ou a hipertensão arterial, é a principal causa desta. Contudo, estes aspetos físicos não afetam apenas homens mais velhos, uma vez que homens mais jovens também sofrem da condição. De facto, um estudo recente constatou que um em cada quatro novos casos ocorre em homens com menos de 40 anos.

Nos casos em que a disfunção erétil tem uma causa física, é fundamental contatar o seu médico para aconselhamento. Este será capaz de determinar se está presente uma condição subjacente e se necessário, aconselhar tratamento.

Causas psicológicas

Existem outras barreiras que podem afetar a função do pénis, podendo não ter natureza exclusivamente de natureza fisiológica. Estas causas podem por vezes ser psicológicas e ocorrer em períodos de stress ou problemas emocionais.

Em muitos casos, a ansiedade pode estar relacionada com o sexo e a pressão para um bom desempenho. Novos relacionamentos são frequentemente uma causa desta. A disfunção erétil também pode ocorrer quando o homem não faz sexo durante algum tempo.

Porém os problemas de ereção podem por vezes ser causados por problemas fora do relacionamento. O stress noutras áreas da vida pessoal (por exemplo causado por problemas financeiros ou pressão no trabalho) e a depressão são possíveis causas de disfunção sexual.

Estudos recentes notaram que os fatores psicológicos não são a única causa de problemas de ereção em homens mais jovens, tal como concluído no passado. Porém, estes são das principais causas nesta faixa etária.

O tratamento para as causas psicológicas da disfunção erétil pode variar, dependendo da gravidade e da causa dos sintomas. Os tratamentos sujeitos a receita médica podem por vezes ajudar os homens que sofrem de disfunção erétil relacionada com a ansiedade, a recuperar a sua confiança. Porém, quando os sintomas são causados por problemas emocionais ou psicológicos, pode ser necessária uma consulta privada com um médico ou terapeuta.

Página revista em:  20/10/2017