À medida que o coronavírus continua a se espalhar em Portugal e em vários países, mais e mais pessoas correm o risco de contrair a infeção. Dado que os sintomas do vírus incluem tosse, febre e complicações respiratórias, pedimos ao Dr. Daniel Atkinson, Líder Clínico da Treated.com, alguns conselhos sobre o que os portadores de asma devem fazer e estar atentos.

"Quando pessoas com asma desenvolvem infeções respiratórias, podem desencadear sintomas como falta de ar, tosse e uma potencial crise de dificuldade respiratória", explica Dr. Atkinson.

Ainda posso usar os meus inaladores de asma se tiver coronavírus?

Pode reduzir as chances de uma crise causada por um vírus respiratório, incluindo o coronavírus, ao utilizar o seu inalador preventivo todos os dias conforme as instruções. A maioria dos médicos irá recomendar aumentar o seu inalador preventivo durante este período, mas verifique com o seu médico de família como deve proceder.

Quais são as melhores formas de gerir os meus sintomas de asma à luz do coronavírus?

É uma boa prática ter um plano de ação para asma. Isto ajudará a acompanhar quais medicamentos deve tomar, como identificar sinais de alerta com asma e em que consiste uma crise de dificuldade respiratória, além de medidas que deve seguir se tiver um.

As pessoas com planos de ação estão em melhor posição para acompanhar os sintomas e são menos propensas a precisar de cuidados hospitalares.

É possível descarregar planos de ação online gratuitamente. Certifique-se de discutir o seu com a sua enfermeira ou médico de família local.

A minha asma está a piorar e penso que posso ter coronavírus. O que devo fazer?

Se a sua asma está a piorar e pensa que pode ter o coronavírus, não marque uma consulta no seu centro médico, entre em contato com o SNS24. Ligue para 112 ou 808 24 24 24. 

Deve explicar ao operador que tem asma e que está com sintomas. Esclareça com que frequência está a usar o seu inalador e que não parece ter o efeito que deveria. Deve então seguir as instruções fornecidas.

Se perceber que os seus sintomas se intensificam repentinamente e estiver preocupado com uma crise de dificuldade respiratória, ligue para o 112 e informe-os de que pode ter coronavírus e está a ter um ataque. Informe-se através do site do SNS sobre as diretrizes acerca do tratamento do coronavírus em Portugal

O que mais posso fazer para reduzir o meu risco de contrair coronavírus?

Lavar as mãos regularmente com água e sabão, usar um lenço para cobrir a boca e o nariz quando espirrar ou tossir, descartar os lenços usados ​​o mais rápido possível e evitar qualquer contato com pessoas que não estão bem são diretrizes gerais para todos e todos após o surto do coronavírus.

Também deve providenciar a vacinação contra a gripe se ainda não a recebeu. A gripe é outra infeção respiratória que pode ser grave e pode piorar os sintomas da asma.

As máscaras faciais não são recomendadas pela Saúde Pública na Inglaterra, pois algumas pessoas com problemas pulmonares relataram complicações respiratórias enquanto usavam uma máscara.

Como alguém com asma, existem outras doenças além do coronavírus que deveria estar particularmente atento(a)?

Os portadores de asma especificamente devem ser alertados sobre os riscos potenciais de gripes e resfriados, pois podem piorar os sintomas e até desencadear uma crise de dificuldade respiratória que pode colocar a vida em risco.

Além de lavar as mãos com frequência, deve evitar compartilhar toalhas, xícaras ou outros utensílios domésticos com qualquer pessoa que esteja constipada. Dormir o suficiente e reduzir o stresse que está a enfrentar também podem ajudar.