Rotinas de exercícios revigorados e novas dietas são temas constantes entre aqueles que estão sempre a procurar melhorar sua qualidade de vida.

Um conceito de dieta que tende a conseguir novos seguidores em qualquer parte do ano é a dieta de desintoxicação (ou dieta detox).

É possível comprar vários sucos detox, chás e batidos tanto em lojas, quanto virtualmente. Este tipo de produto promete limpar o sistema de toxinas indesejadas, ajudando ao mesmo tempo também a perder peso.

No entanto, a ideia de que um chá, um batido ou um suco é capaz de fornecer um atalho para uma vida saudável é um mito inteligentemente comercializado. Infelizmente, não há mágica para alcançar um estilo de vida saudável.

O que se entende por desintoxicação?

Desintoxicação médica refere-se ao processo usado para limpar toxinas perigosas do corpo, geralmente em um ambiente clínico. Um excelente exemplo são algumas das práticas usadas em centros de reabilitação do consumo de drogas.

No entanto, a palavra “detox” já foi adotada por setores da indústria da dieta para descrever os regimes (da moda), muitas vezes com foco na perda de peso.

Dietas de desintoxicação afirmam livrar o corpo de toxinas que se acumularam devido à comida que consumimos, às bebidas que bebemos, ao ar que respiramos e aos produtos que usamos.

Existem muitos tipos diferentes de dieta detox. Algumas fornecem uma diretriz detalhada sobre quais itens alimentares deve comer e beber e os que devem ser evitados; enquanto outras podem incentivá-los a comprar um determinado produto (ou um conjunto de produtos) para comer ou beber regularmente, por um determinado período de tempo. As pessoas que desenvolvem ou promovem dietas de desintoxicação não são necessariamente nutricionistas com formação.

Como o nosso corpo desintoxica?

Toxinas são substâncias que podem ser venenosas para o corpo. Nosso corpo tem várias funções que ajudam a garantir que estas toxinas não sejam absorvidas por ele e, ao contrário, sejam excretadas nas fezes, urina e suor. Se as toxinas se acumulassem no sistema, como muitas dietas de desintoxicação parecem sugerir, então ficaríamos seriamente doentes constantemente.

Partes do corpo que filtram as toxinas incluem:

  • o fígado
    O fígado é um órgão vital que atua como um filtro para manter as toxinas fora da corrente sanguínea. É o maior órgão do corpo, através do qual cerca de 1.450 mililitros de sangue fluem por minuto. O fígado tem que trabalhar mais para manter o equilíbrio quando bebemos álcool. Uma enzima no fígado converte o álcool em acetaldeído e depois quebra rapidamente essa substância em acetato. O álcool deixa o corpo com dióxido de carbono e água.
  • as vias respiratórias
    O corpo precisa de oxigénio para funcionar e recebe isso através da respiração no ar. O ar que respiramos não contém apenas oxigénio, também pode conter germes e poluentes. Os brônquios encontrados nos pulmões são revestidos por minúsculos pêlos chamados cílios, que ajudam a livrar as vias aéreas de partículas indesejáveis, "desintoxicando" o ar que respiramos.
  • o sistema digestivo
    O sistema digestivo trabalha para extrair nutrientes essenciais dos alimentos que consumimos. Ele também trabalha para remover os resíduos que são então excretados pelo corpo nas fezes. As paredes do intestino delgado absorvem água e nutrientes digeridos, que são então passados ​​para a corrente sanguínea para serem usados ​​ao redor do corpo. Os componentes rejeitados são passados ​​pelo intestino grosso para posterior digestão antes de serem eliminados pelo reto.
  • a pele
    A pele impede que bactérias, vírus e toxinas penetrem no corpo. As células do estrato córneo e de Langerhans, ambas encontradas na epiderme da pele, impedem que substâncias nocivas sejam absorvidas e auxiliam as células brancas do sangue com a neutralização.

Por que as dietas de desintoxicação são tão populares?

Dietas Detox podem atrair um grande público por uma combinação de razões. Campanhas de marketing eficazes, algumas vezes através da imagem de celebridades e influenciadores, lançam dietas de desintoxicação para aqueles que talvez se sintam culpados com a sua alimentação.

Este tipo de dieta é muitas vezes visto como uma solução rápida para combater um período de escolhas pobres acerca da alimentação. Tomar medidas para purgar o corpo de alimentos “não saudáveis” pode ajudar algumas pessoas a se sentirem menos culpadas pelos hábitos alimentares recentes.

Optar por uma dieta cara de chás, sucos ou batidos pode tirar a responsabilidade das mãos do consumidor. Ao invés disso, os consumidores de dietas de desintoxicação optam por confiar nos especialistas da empresa a qual compram seus produtos.

Uma desintoxicação pode me ajudar a perder peso?

Dietas de desintoxicação às vezes são comercializadas como métodos de perda de peso, e é provável que perca algum peso ao seguir uma. No entanto, os métodos extremos utilizados pelos programas de desintoxicação tendem a significar que a perda de peso não é sustentável.

Por exemplo, dietas restritivas de calorias podem levar a uma redução na retenção de água, pois o corpo queima as reservas de glicogénio para energia. Portanto, qualquer perda de peso durante este tempo é suscetível de voltar uma vez que a dieta de desintoxicação é interrompida.

Também é provável que, ao reduzir drasticamente a sua ingestão de calorias, estará mais propenso a recaídas ou excessos de compensação quando o período de desintoxicação terminar.

Se está decidido a perder peso, fazer melhorias em sua dieta alimentar ou atividade físicas, deve falar com o seu médico para obter orientação profissional. Neste link, sugerimos 9 hábitos alimentares para quem quer perder peso.

Por que uma dieta de desintoxicação pode ser uma má ideia?

A escolha por uma dieta detox pode destacar maus hábitos alimentares, o que pode levar uma pessoa a pensar mais sobre o que consome. A dieta pode indicar que deve afastar-se de alimentos altamente processados, cheios de gordura, açúcar e sal, por exemplo, que são boas indicações. No entanto, se falar com um nutricionista profissional, é improvável que eles recomendem uma dieta que restrinja os grupos de alimentos tão radicalmente quanto muitos destes programas de perda de peso com o selo “detox”.

Evitar altas ingestões de açúcar, gordura saturada, sal, cafeína e álcool é uma abordagem sensata para o ano todo. No entanto, remover completamente certos grupos alimentares de sua dieta pode deixar seu corpo sem nutrientes essenciais, especialmente se essa abordagem for adotada sem ajuda especializada de um profissional qualificado.

Produtos de dieta de desintoxicação podem incluir ingredientes à base de plantas que poderiam interagir com uma medicação e causar problemas para algumas pessoas. Por exemplo, tem sido sugerido que a nova tendência dos chás e bebidas de desintoxicação com carvão ativado poderia tornar alguns medicamentos, como a pílula anticoncecional, ineficazes.

Dietas detox não são apoiadas por evidências clínicas e, como já mencionamos, nosso corpo é geralmente capazes de eliminar toxinas sem a necessidade de produtos dietéticos especiais. A British Dietetic Association (BDA) classificou a tendência de desintoxicação como "absurda" e, em vez disso, promove uma dieta variada, mas equilibrada, combinada com um estilo de vida saudável.

O que devo fazer em vez de uma desintoxicação?

Se quer adotar um estilo de vida mais saudável ou perder peso, então é mais fácil e barato começar por adotar algumas mudanças nos hábitos, como:

  • Beber líquidos: 6-8 copos de água diariamente. Abster-se de álcool por um período de tempo caso isto contribua a sentir melhor, ou se não, certifique-se de que tem pelo menos dois dias sem álcool por semana.
  • Dormir: Conseguir uma boa quantidade de sono a cada noite é importante para manter um sistema imunológico saudável e pode até mesmo ajudar na perda de peso. A maioria das pessoas deve ter 7-9 horas de sono por noite.
  • Comer bem: Experimente e coma uma dieta variada, com uma variedade de alimentos diferentes, certificando-se de incluir legumes, proteína magra de qualidade e cereais integrais. Se tiver dúvidas sobre os produtos químicos usados nos alimentos, talvez deva reservar algum tempo para pesquisar a origem de seus alimentos e selecionar produtos biológicos sempre que possível.
  • Exercício: Os adultos devem procurar fazer 150 minutos de atividade física moderada e pelo menos dois dias de treinamento de força a cada semana (leia mais sobre isto). Pode, por exemplo, seguir a nossa sugestão de sair uma ou duas estações antes do seu destino no metro para caminhar alguns minutos e perder algumas calorias. (Acesse aqui o nosso mapa de calorias do metro de Lisboa
  • Pare de fumar: A maioria das pessoas sabe que fumar faz mal à saúde. Se é fumador, deve parar. O seu médico poderá oferecer conselhos práticos e apoio para ajudá-lo a ter uma vida livre do cigarro. Veja neste link a linha do tempo dos benefícios para o corpo adquiridos por um ex-fumador.
    É aconselhável considerar uma dieta de desintoxicação se estiverem com fadiga ou problemas intestinais. No entanto, em tais casos, é melhor conversar com um médico, para que ele possa identificar a causa e ajudá-lo a obter a melhor ajuda ou o tratamento correto.