Existem vários fatores ou estímulos que podem desencadear o início de um ataque de asma. Estes estímulos podem ser diferentes de pessoa para pessoa. O tipo de fatores mais determinante para as pessoas que sofrem de asma, são aqueles que são inalados e entram em contacto com as vias aéreas sensíveis dos asmáticos.

Como identificar os fatores desencadeantes da asma?

Se lhe for diagnosticada asma, o seu médico pode encorajar a identificar os fatores que lhe causam sintomas. Assim que conhecer os alérgenos que lhe causam ataques, pode criar um plano para que estes sejam controlados da melhor forma possível. 

Nalguns casos poderá ser capaz de identificar facilmente quais estes fatores, podendo alguns ser mais facilmente identificados que outros. Um método que pode ajudar a conhecer os alérgenos a que tem alergia é manter um diário das suas atividades diárias em conjunto com os sintomas de que sofre, de forma a tentar encontrar um padrão. 

É importante lembrar-se que nem todas as pessoas com asma irão sofrer sintomas quando entram em contacto com os fatores mencionados abaixo. Algumas pessoas podem concluir que os seus sintomas apenas são desencadeados por um fator, enquanto noutras estes são causados por vários estímulos.

Álcool

Pensa-se que 35% dos asmáticos sofrem um agravamento dos sintomas após beberem álcool. Muitas bebidas alcoólicas contêm num químico alimentar natural conhecido como histamina que é a mesma substância produzida pelo corpo durante uma reação alérgica. A sua presença numa bebida alcoólica pode desencadear sintomas de asma. Os níveis de histamina podem ser particularmente elevados no vinho tinto e em cervejas. O álcool, especialmente o vinho, pode também conter conservantes ou sulfitos, a que muitos asmáticos são alérgicos.

  1. O que fazer se o álcool desencadear asma?

Se achar que o álcool desencadeia os seus sintomas de asma, deve tentar evitá-lo. Pode ser o caso de não ter alergia a todas as bebidas alcoólicas, por exemplo, bebidas como o gin e o vodka têm baixas quantidades de histamina e podem ser mais bem toleradas. Se decidir beber uma bebida alcoólica, deve ter cuidado e ter sempre consigo o seu inalador de alívio.

Alimentos

Fazer uma dieta saudável e equilibrada é uma recomendação que todos devem seguir. Um estudo desenvolvido na Universidade de Ulm concluiu que quanto mais elevado o consumo de peixe, frutas e vegetais menor a prevalência da asma. Existem alguns asmáticos que sofrem um agravamento dos sintomas após comerem um determinado alimento, devido a uma alergia alimentar. A histamina é libertada em resposta ao consumo de um determinado alérgeno, podendo causar aperto no peito, tosse e dificuldade em respirar.

  1. O que fazer se certos alimentos desencadearem asma?

Não deve cortar grupos alimentares completos antes de consultar o seu médico ou enfermeira, uma vez que pode comprometer o seu aporte de nutrientes. O seu médico pode sugerir um teste de alergias alimentares para determinar os alimentos específicos que causam a reação. Assim que tiver os resultados do seu teste, pode fazer alterações à sua dieta para melhorar o seu risco de desenvolver um ataque de asma, enquanto mantém um dieta equilibrada. Esta pode ser conseguida ao ler atentamente os rótulos alimentares, ao preparar as suas refeições, planear as refeições fora e avisar os restaurantes sobre a sua alergia alimentar.

Exercício e sexo

Qualquer atividade física que aumente os batimentos cardíacos têm o potencial de desencadear sintomas de asma. Durante o exercício ou atividade sexual a respiração tende a ser mais pesada. O nariz geralmente aquece o ar antes que este entre nas vias respiratórias, porém, durante a atividade física, muitas pessoas trocam a respiração pelo nariz pela respiração pela boca. Isto significa que o ar que entra no organismo é mais frio e seco e as vias áreas dos asmáticos podem ser sensíveis a estas alterações, contraindo-se à passagem do ar. Algumas pessoas sofrem de asma induzida pelo exercício que pode desencadear sintomas de asma graves após a atividade física.

  1. O que deve fazer se o exercício desencadear asma?

Apesar do exercício poder levar a que alguns asmáticos sofram o agravamento de sintomas, este não deve ser completamente evitado. Introduzir alguma atividade física juntamente com medicamentos de prescrição pode melhorar os sintomas da asma. Existem precauções que pode tomar para que possa apreciar o exercício em segurança. Estas incluem um aquecimento gradual antes e após o exercício, ter cuidado com o exercício ao ar livre durante os meses frios, manter sempre o seu inalador de alívio consigo e dar a conhecer a sua condição a parceiros de exercício. É também possível apreciar uma vida sexual normal, mesmo que esta desencadeie a sua asma. Mantenha o seu inalador de alívio por perto e escolha posições de não comprimam o seu peito.

Poluição e fumo

Estamos expostos a substâncias potencialmente perigosas quando respiramos ar poluído ou fumo do tabaco. Estes poluentes podem ser particularmente nocivos para os asmáticos, uma vez que aumentam a sensibilidade a outros fatores e reduzem a função pulmonar com o tempo.

  1. O que deve fazer se a poluição ou o fumo do tabaco desencadearem asma?

Os asmáticos que fumam são fortemente encorajados a deixar de fumar, uma vez que o tabaco reduz a sua capacidade pulmonar* e aumenta o risco de um ataque de asma fatal. Se não fuma, deve evitar entrar em contacto com quem o faz o máximo possível, especialmente em locais fechados. Pode ser difícil evitar a poluição do ar, uma vez que não é algo que pode controlar diretamente, porém, existem passos que pode dar para limitar o risco de exposição. Se tiver identificado que os poluentes no ar podem desencadear a asma, deve consultar os níveis de poluição regularmente para saber se pode ou não adaptar os seus planos. Nos dias de poluição elevada, garanta que mantém o seu inalador de alívio consigo, limite as suas atividades ao ar livre, evite áreas de grande tráfego e mantenha as janelas fechadas.

Pólen

O pólen é libertado para a atmosfera pelas plantas, árvores e ervas e é constituído por proteínas a que a maioria das pessoas não reagem. Contudo, uma em cada cinco pessoas têm uma reação exacerbada ao pólen e libertam histamina no sistema, causando sintomas como comichão nos olhos, corrimento nasal e espirros.

  1. O que fazer se o pólen desencadear asma?

Pode não ter alergia a todos os tipos de pólen, pelo que a febre dos fenos pode ir e vir consoante as estações do ano. Manter um diário de atividades pode ser uma forma útil de identificar os tipos específicos de pólen a que reage. Para reduzir os sintomas, deve manter as janelas e as portas fechadas quando está dentro de casa, tomar um banho imediatamente após a exposição e mudar de roupa, acompanhar a previsão de pólen e planear as suas atividades ao ar livre de acordo.

Bolor

O bolor e os fungos desenvolvem-se em ambientes húmidos e tendem a acumular-se nas nossas casas perto das janelas e por baixo do papel de parede. Os esporos do bolor são invisíveis a olho nu e são libertados no ar, podendo ser respirados. As proteínas dos esporos podem por vezes causar uma reação alérgica não desejada e agravar os sintomas de asma.

  1. O que deve fazer se o bolor desencadear asma?

Pode ser benéfico identificar que tipo de bolor ou fungos desencadeiam os seus sintomas de asma, para que os possa evitar quando possível. Mantenha a sua casa bem ventilada ao abrir as janelas, controle o aparecimento de bolor e peça a alguém para fazer a remoção deste, se for encontrado. Não deixe que as folhas das árvores se acumulem no seu jardim, uma vez que estas são o ambiente perfeito para o desenvolvimento de bolor.

Ácaros

Os ácaros acumulam-se nas carpetes e colchões e são virtualmente impossíveis de evitar. Muitos asmáticos são sensíveis ao agravamento dos sintomas quando entram em contacto com estes e com os seus excrementos.

  1. O que fazer se os ácaros desencadearem asma?

Os ácaros são inevitáveis, pelo que se é alérgico a estes, o melhor conselho é manter a sua asma o mais controlada possível. Deve tomar qualquer medicamento prescrito pelo seu médico tal como recomendado. Não existe evidência que sugira que o uso de pesticidas, o uso de aspiradores a vácuo ou com filtros de ar ajudem a reduzir o risco de entrar em contacto com ácaros. Se tem dificuldade em controlar os seus sintomas de asma e pensa que estes podem ser causados por ácaros, deve consultar o seu médico ou enfermeira para mais aconselhamento.

Animais de estimação

As alergias a animais podem desenvolver-se a qualquer momento durante a vida, mesmo que tenha vivido com o mesmo animal durante vários anos, pode desenvolver-se uma alergia. Tocar ou inalar pelos de animais, saliva, fezes ou urina pode causar sintomas inconvenientes de asma.

  1. O que deve fazer se os animais desencadearem a sua asma?

Identificar uma alergia animal severa é geralmente muito fácil, porque os sintomas ocorrem quase imediatamente após entrar em contacto com um animal. Pode ser realizado um teste na pele por um médico para confirmar a alergia. Pessoas que não tenham animais de estimação devem apenas pensar em tomar alguma ação quando entrarem em contacto com um animal. Tomar anti-histamínicos com antecedência pode ajudar a reduzir ou a parar os sintomas. Se vive com animais e estes causam os seus sintomas de asma, existem algumas medidas que pode tomar para ajudar a limitar os seus sintomas. Mantenha os seus animais fora do quarto, peça a outra pessoa para limpar o local onde o seu animal habitualmente está e dorme e organize idas à tosquia e escovagens regulares, no caso de cães e gatos.

Clima

Cerca de 75% das pessoas com asma sofrem um agravamento dos sintomas devido a alterações climáticas. Os diferentes tipos de clima que podem aumentar os sintomas de asma incluem: ar frio, humidade, vento, chuva, trovoada, aumento da pressão do ar e calor. As pessoas com asma tendem a ter vias respiratórias muito sensíveis e a mínima alteração no ar pode ter um efeito direto na sua capacidade respiratória. A alteração súbita do clima também pode causar sintomas de asma.

  1. O que fazer se o clima desencadear asma?

Não será capaz de controlar o clima, mas pode preparar-se com antecedência. Tente manter a sua asma bem controlada com consultas regulares e verifique regularmente a previsão do tempo na sua cidade. Um dos principais fatores desencadeantes de asma é o ar frio*. Quando a respiração é feita em temperaturas extremas, pode ter um impacto negativo nas vias respiratórias e desencadear espasmos. Existem precauções que deve tomar para diminuir o risco de ter uma resposta negativa ao clima frio. Deve tentar manter-se quente e seco, use um inalador preventivo tal como prescrito e leve sempre consigo o seu inalador de alívio. Coloque um cachecol em volta do seu nariz e boca para ajudar a aquecer o ar antes de o inalar e tente respirar pelo nariz.

Emoções

Momentos de stress extremo, raiva, felicidade ou tristeza podem potencialmente causar um ataque de asma. Isto pode afetar qualquer pessoa, a qualquer momento, mas é menos provável de acontecer se a sua asma for bem controlada. Quando sofremos uma alteração nas emoções a nossa respiração também se altera e é normal usarmos menos o nariz para respirar e fazer respirações mais curtas ou mais prolongadas. As vias aéreas sensíveis dos asmáticos podem reagir mal a esta alteração, causando aperto no peito e falta de ar.

  1. O que fazer se as emoções desencadearem asma?

Experienciar emoções é normal e mantê-las controladas pode ser uma tarefa impossível. A primeira linha de defesa no que diz respeito à asma é controlá-las da melhor forma possível. Garanta que faz consultas regulares com o seu médico e que toma o seu medicamento tal como prescrito.

Doenças

As alterações climáticas, bem como as gripes e as constipações podem causar problemas nos asmáticos. A gripe e as constipações podem afetar as vias respiratórias, aumentando a inflamação nas vias aéreas. Isto pode tornar a respiração mais difícil e desencadear um ataque de asma.

  1. O que fazer se as gripes e constipações desencadearem asma?

Não pode controlar quando contrai uma doença, mas pode tentar manter-se o mais saudável possível de forma a reduzir o seu risco. Lave regularmente as suas mãos, coma de forma equilibrada, faça exercício físico e garanta que dorme o suficiente, bem como deve considerar tomar a vacina da gripe. Se considerar tomar algum medicamento para gripes ou constipações, deve consultar primeiro o seu médico para evitar interações entre a sua condição e medicamentos de venda livre.

Hormonas femininas

Os níveis das hormonas femininas variam durante a vida, de forma a controlar a puberdade, a fertilidade e a gravidez. Para algumas mulheres com asma, esta flutuação pode aumentar os sintomas. A relação causal entre ambas não foi ainda estabelecida, mas pensa-se que uma alteração nos níveis hormonais provoque uma resposta inflamatória mais forte à infeção.

  1. O que fazer se as suas hormonas desencadearem asma?

Todas as mulheres sofrem de alterações naturais nas hormonas, nalgumas ocasiões as alterações nos seus níveis hormonais podem melhorar a asma, enquanto noutras a podem agravar. De forma a reduzir o risco de um ataque de asma causado pelas suas hormonas, deve manter a asma num nível controlado ao utilizar os inaladores tal como recomendado pelo seu médico, garantindo o seu uso correto e realizar consultas frequentes para manter a asma controlada.

Página revista em:  26/10/2017