A asma afeta as pessoas de forma diferente, desde os sintomas de que sofrem até aos fatores responsáveis pelo desenvolvimento de um ataque de asma. Consequentemente, existem outras condições de saúde que se podem relacionar com estas diferenças. Neste artigo iremos abordar os diferentes tipos de asma e as medidas que deve tomar para os tratar e prevenir, se possível.

Asma induzida pelo exercício

A asma induzida pelo exercício, tal como o nome indica é causada pelo exercício físico e leva a sintomas como o aperto no peito, falta de ar e tosse. Algumas pessoas apenas sofrem de sintomas de asma após o exercício ou notam um agravamento dos sintomas. Isto indica um diagnóstico de asma induzida pelo exercício. 

Pode pensar que este tipo de diagnóstico de asma irá impedir que realize atividade física, contudo o exercício é encorajado nestes casos para aliviar os sintomas e aumentar a capacidade pulmonar. De forma a controlar os sintomas, deve fazer o aquecimento e usar o seu inalador preventivo antes do exercício.

Asma ocupacional

Se desenvolver sintomas de asma no seu local de trabalho, pode sofrer de asma ocupacional. Os sintomas incluem falta de ar, pieira e aperto no peito. Existem alguns empregos que têm um maior risco de desenvolvimento de asma associado devido a certos pós, químicos ou fumos. Estes podem incluir empregos em padarias, profissionais de saúde, trabalhadores de metal, agricultores, empregados de limpeza e cabeleireiros. 

O corpo por vezes desenvolve uma alergia por estar exposto a quantidades elevadas de determinada substância durante períodos prolongados. Este tipo de asma é o principal tipo presente nas pessoas diagnosticadas na idade adulta. Muitas pessoas com este diagnóstico são aconselhadas a escolher outro tipo de ocupação.

Asma difícil de controlar

A asma difícil de controlar e a asma severa são duas condições distintas que afetam um pequeno número de asmáticos. As pessoas que têm dificuldade em controlar a sua asma, podem sentir dificuldade frequente em respirar e sofrer de ataques de asma perigosos mais frequentemente. A condição é geralmente causada pela presença de outra doença crónica, por fumar ou por uma rotina de controlo de asma ineficaz. Pode ser controlada mais eficazmente com o apoio de especialistas.

Asma grave

A asma grave tem sintomas semelhantes à asma difícil de controlar, porém esta requer o apoio de especialistas e tratamento complexo, o que resulta em mais tempo passado em hospitais. A condição significa que os tratamentos para a asma regular como esteroides não atuam tão bem como em asmáticos não severos. Tratamentos mais intensos podem requerer a utilização de nebulizadores, psicoterapia e psicologia.

Asma sazonal

Pode sofrer de asma sazonal se sofrer de sintomas apenas durante uma parte específica do ano. Isto deve-se geralmente a uma reação alérgica devido a uma alteração sazonal, como a presença de bolor ou pólen. De forma a ter um melhor controlo individual da asma*, deve identificar os fatores sazonais que a desencadeiam.

Asma noturna

Também conhecida como asma à hora de deitar, esta condição pode perturbar os padrões de sono e fazer com que os asmáticos se sintam cansados e irritados. As pessoas com esta condição sofrem de uma exacerbação dos sintomas quando tentam dormir. O motivo exato por trás deste tipo de asma não é bem conhecido, mas pensa-se estar relacionado com a posição reclinada e a exposição a pó ou ao ar frio. O uso de tratamentos preventivos como inaladores durante o dia pode limitar o risco de um ataque de asma noturno ocorrer.

Asma induzida por aspirina

A aspirina e outros medicamentos anti-inflamatórios como os AINE’s podem causar uma reação asmática nalgumas pessoas. Esta normalmente apresenta-se por sintomas nasais, incluindo rinite e pólipos nasais. Um diagnóstico de asma induzida por aspirina pode ser feito nos casos em que a aspirina ou outro AINE foi tomado e a mucosa que reveste o nariz apresenta inflamação em conjunto com um aumento dos ataques de asma.

Página revista em:  26/10/2017