As alergias podem causar muitos sintomas diferentes, sendo possível sofrer de vários destes sintomas ou apenas de um.

Algumas pessoas podem notar apenas sintomas ligeiros, podendo estes ser levados sem tratamento, enquanto noutros casos os sintomas afetam a qualidade de vida e precisam de atenção médica.

Os sintomas dependem essencialmente do tipo de alergia de que sofre. Os alérgenos presentes no ar tendem a causar reações respiratórias e oculares, os alérgenos que entram em contacto com a pele podem resultar em sintomas na pele enquanto os alérgenos ingeridos, presentes em comida ou medicamentos podem causar vários sintomas internos ou externos.

Na informação abaixo pode encontrar os sintomas mais comuns das condições alérgicas explicados em maior detalhe:

Rinite alérgica

Este é um dos tipos de alergias mais comuns. Resulta na inflamação das vias aéreas causando sintomas semelhantes aos da gripe, como espirros, comichão no nariz, excesso de muco ou vias aéreas bloqueadas. Todos estes sintomas podem ser muito frustrantes.

A gravidade da rinite pode variar. As pessoas que sofrem deste tipo de reação podem controlar os seus sintomas na maioria dos casos com anti-histamínicos ou descongestionantes. Contudo, casos mais graves podem alterar os padrões de sono e afetar a qualidade de vida.

Dificuldades respiratórias

Este sintoma é a consequência das obstrução das vias aéreas devido ao inchaço, reduzindo a capacidade respiratória.

Isto pode causar tosse, pieira, aperto no peito e falta de ar. Estes sintomas podem ser mais prevalentes de manhã ou à noite, podendo afetar potencialmente o sono.

Sofrer de dificuldades respiratórias devido a uma reação alérgica pode ser assustador. Estes sintomas devem ser levados a sério e discutidos com um profissional médico.

A asma alérgica pode ser eficazmente tratada tanto com inaladores preventivos como com inaladores de alívio. A maioria dos inaladores contém quer corticosteroides quer agonistas beta-2 que funcionam ao impedir a ocorrência de uma reação ou a acalmar as vias aéreas durante uma reação.

Conjuntivite alérgica

Este sintoma apresenta-se por olhos vermelhos, com comichão e lacrimejantes. A camada frontal do olho, conhecida como conjuntiva, fica inflamada e irritada.

As gotas para os olhos anti-histamínicas podem ser usadas diretamente para tratar a causa e fornecer alívio ocular.

Eczema

Esta reação na pele pode ocorrer quando são ingeridos certos alimentos ou medicamentos ou quando a pele toca diretamente numa substância irritante. A pele pode tornar-se extremamente seca e inflamada, o que se pode tornar doloroso.

A pele irritada também pode causar comichão, o que pode levar a infeções se a pele ficar fissurada.

As infeções da pele devem ser prevenidas ao máximo, uma vez que podem ser difíceis de tratar e ter uma recuperação prolongada.

A dermatite pode também resultar do contacto direto da pele com uma substância alérgica. Os fatores responsáveis incluem níquel, tintas para o cabelo e látex.

Desconforto abdominal

Podem ocorrer problemas gástricos se o sistema imunitário libertar histamina para essa zona do corpo.

Se esta reação tiver lugar no intestino, pode sofrer de dor de barriga, diarreia, náuseas e vómitos.

Urticária

As alergias podem por vezes causar uma erupção cutânea em certas áreas do corpo, conhecida clinicamente como urticária. Estas manchas podem ser pequenas e limitadas a uma zona ou afetar grandes porções do corpo.

A erupção cutânea com comichão pode acalmar assim que o alérgeno responsável é removido ou passa pelo sistema. Contudo, nalguns casos, a erupção pode ser tratada com anti-histamínicos ou com corticosteroides orais.

Inchaço

Algumas áreas do corpo podem ficar inchadas devido a uma reação alérgica.

Medicamente conhecido como angioedema, esta condição afeta normalmente a face, os lábios, os genitais, as mãos e os pés. Esta reação ocorre normalmente em conjunto com a urticária.

Para muitas pessoas, os sintomas dissipam-se sem a necessidade de tratamento. Contudo, nalguns casos é necessário o tratamento com anti-histamínicos ou esteroides.

Choque anafilático

As alergias graves podem resultar em situações que põem em risco a vida quando uma pessoa entra em choque anafilático.

Durante esta ocorrência, as vias aéreas ficam extremamente contraídas, tornando muito difícil a respiração. Outro sinal comum de anafilaxia é uma sensação súbita de fraqueza ou colapso causada por uma queda abrupta da tensão arterial.

É muito importante que as pessoas que sofrem de anafilaxia recebam ajuda médica urgente. As pessoas em risco de choque anafilático ou que sofreram de alergias graves no passado, são frequentemente recomendadas a transportar consigo uma auto-injeção de adrenalina, frequentemente conhecida como Epipen.

Estes dispositivos permitem uma rápida administração de adrenalina no corpo. A adrenalina entra no sistema e atua rapidamente ao relaxar os músculos das vias aéreas, melhorando a respiração e aumentando a tensão arterial baixa.

É importante conseguir tratamento adequado para a sua condição alérgica. Se notar sintomas semelhantes aos listados acima, consulte o seu médico. Pode ser recomendado que faça testes a alergias, para que os resultados possam indicar um plano de controlo mais indicado.

Página revista em:  09/05/2018